Esta obra de sucesso mere­ceu um amplo recon­hec­i­mento inter­na­cional, afirmando-​se, pre­sen­te­mente, como um dos skatepar­ques de refer­ên­cia no panorama europeu.

Na con­strução foram apli­ca­dos metodolo­gias ino­vado­ras de sus­tentabil­i­dade ambi­en­tal (drenagem plu­vial, reci­clagem de mate­ri­ais, bio­di­ver­si­dade), de estru­turas de betão e de custo con­tro­lado (gestão de recur­sos finan­ceiros, humanos, logís­tica e par­que de máquinas).

Neste par­que foi con­struído o primeiro espaço PLAY­NAT­URAL em Por­tu­gal, um con­ceito lúdico alter­na­tivo, exe­cu­tado com mate­ri­ais nat­u­rais reci­cla­dos (tron­cos e areia) de acordo com os req­ui­si­tos gerais de segu­rança da NP EN1176-1:2010.